BRAZIL NEWS

RELIGIÃO: BIBLIA JUDAICA DIZ: Lilith, a Primeira Mulher de Adão

Lilith, a primeira mulher de Adão

Por Ana Burke
O mito de Lilith, primeira esposa de Adão, sempre existiu na tradicão judáica sendo este mito retirado do texto bíblico pelos editores bíblicos, isto é, Lilith foi sensurada porque não combinava com os valores e padrões morais em vigor na época. Mas Lilith não desapareceu completamente da tradicão oral e ainda existe em alguns textos rabínicos. Lilith representa a primeira reação feminina ao domínio masculino.
lilith-252x400Em seu artigo “O Gênesis enquanto um mito”, Leach (1983) afirma:  ”a não racionalidade do mito é a sua verdadeira essência, pois a religião exige uma demonstração de fé que se faz suspendendo-se a dúvida crítica.”. Esta afirmacão nos leva a confirmar que Gêneses é um mito devido às suas inúmeras contradicões e não-senso. E já que a crenca exclui o uso da razão, esta define o mito que se transforma em verdade a partir da repeticão constante. Isto  faz com que a mente dos receptores assimilem e passem a acreditar no mito como  a verdade incontestável.
Ao analisarmos cuidadosamente a criacão, percebemos que o homem foi criado duas vezes, em  (Gênesis 1, 27) e em (Gênesis 2,7). E seguindo adiante vemos que houve uma outra criacão da humanidade a partir da descendência de Noé: (Gênesis 9, 1).
“O mito não visa a explicação do surgimento de toda a humanidade como depois foi sugerido pelos exegetas judaicos e cristãos mas, apenas o surgimento de um povo específico, no caso os hebreus. Tal fato está confirmado pelo versículo 16 do capítulo 4: “E saiu Caim de diante da face do Senhor, e habitou na terra de Nod, da banda do oriente do Éden.” O versículo seguinte afirma que “Caim conheceu a sua mulher e ela concebeu, e pariu Enoch…” Há duas interpretações possíveis para estes dois versículos: a primeira é que “conheceu” significa apenas ter relações sexuais e, portanto, Caim teria chegado ao leste do Éden já com uma companheira. Mas a interpretação mais plausível é que de fato tenha encontrado um outro povo. Isto é mais condizente com o estilo dos mitos de origens, marcados fortemente pelo etnocentrismo.”
A bíblia, hoje em dia, é uma verdade indiscutível e as leis e mandamentos que ela contém, também, são verdades indiscutíveis o que define o mito. pode se ler uma afimacão e uma outra afimacão mais à frente diz totalmente o contrário do que disse a primeira, o que gera muita confusão. Ela vem sendo manipulada através dos séculos, apresentando muitos erros de traducão, adulteracões e cortes. E estas modificacões, que não poderiam ser feitas, já que a bíblia deveria ser, na visão do crente,  a palavra de Deus. Todas as redundâncias e disparates contidos na bíblia, faz com que muitas das citacões ou interpretações sejam prejudicadas. Se você ler a bíblia hoje, aquela que está na sua casa, e ler a parte que se refere à criacão, ou seja, Gênesis, você possivelmente não irá encontrar lá nenhuma referência a Lilith, a qual seria a primeira mulher de Adão, antes da criacão de Eva. Existe uma única mensão ao nome Lilith na bíblia, em Isaías 34:14: “E as feras do deserto se encontrarão com hienas; e o sátiro clamará ao seu companheiro; e Lilith pousará ali, e achará lugar de repouso para si.”
Nas traducões mais recentes da bíblia, o nome, “Lilith”, foi substituido pelas denominacões “demônio” ou “bruxa”. Suprimiu-se, retirou-se Lilith da bíblia, por razões obvias, mas ela deixou rastros na imaginação popular existindo em vários textos, sendo um deles o Alfabeto de Ben-Sira, que foi introduzido ao judaísmo medieval, antes do ano 1000. Este alfabeto é composto de 22 episódios correspondentes as 22 letras do alfabeto hebraico e mostra Lilith como um demônio, aterrorizante, destrutiva, que pode voar e com propensão ao sexo.
“…Uma versão da Criação de Lilith na mitologia Hebréia conta que Yahvé fez Lilith, como a Adão, porém no lugar de usar terra limpa, “tomou a sujeira e sedimentos impuros da terra, e deles formou uma mulher. Como era de se esperar, essa criatura resultou ser um espírito maligno”.
_______________________________________________

Por quê não há referencia na bíblia sobre Lilith, a primeira mulher de Adão?

Para entender isto, é necessário ter conhecimento da lenda, mito, ou história de Lilith e, ao mesmo tempo, fazer uma comparação entre Lilith, Eva, outras mulheres da bíblia e o comportamento exibido pelas mulheres no mundo atual. Comportamento este imposto e exigido pelo mundo masculino, o que descaracteriza e anula a mulher, afastando-a de si mesma e suprimindo a sua verdadeira essência.  Segundo a lenda, Lilith foi criada do mesmo barro que Adão e por isso, ela entendia que teria os mesmos direitos que este. Ela dizia que era uma sua igual e não inferior e, por este motivo, começou a brigar com Adão sobre a maneira como eles tinham suas relações sexuais. E dizia: “Por que devo me deitar embaixo de você” ou “Eu também sou feita do pó, e assim sendo, somos iguais” . Adão tenta dominá-la sem sucesso, com argumentos ou usando a forca. Nada deu resultado. Lilith estava determinada a não obedecer. A não se sujeitar aos caprichos de Adão.
A luta entre Lilith e Adão continua até que Lilith, não aguentando mais a frustração por causa da teimosia e arrogância de Adão, pronuncia o Tetragrama (YHWH), que é traduzido como “Senhor Deus” na Maioria das bíblias e equivalente ao termo “Yahweh,”. Este termo ha muito tempo vem sendo considerado tão santo e não poderia nunca ser pronunciado. Durante os dias do Templo de Jerusalém, só o sumo sacerdote dizia tal palavra em voz alta, e apenas uma vez por ano, no Dia da Expiação.
Pronunciando o nome de Deus era o mesmo que mostrar a sua indignidade em viver no paraíso e assim, quando o pronunciou o nome de Deus, ela se tornou um ser sobrenatural e adquiriu a capacidade de voar, indo embora do paraíso, como um demônio alado, em direção ao Mar Vermelho. Deus então, disse a Adão que se Lilith NÃO voltasse, 100 dos seus filhos morreriam todos os dias. Mas Lilith NÃO aceitou a chantagem, NÃO VOLTOU e, então, Deus enviou três anjos em busca dela. Mesmo assim ELA CONTINUOU SE RECUSANDO A VOLTAR AO ÉDEM e disse que, de agora em diante, ela devoraria três crianças por dia em represália pelos maus tratos de Adão e a decisão de Deus em matar a cada dia, 100 dos seus filhos.
Para evitar que os anjos a afogassem no Mar Vermelho, Lilith faz um acordo com os anjos de Deus dizendo que não prejudicaria qualquer criança que usasse um amuleto com o nome deles.
Após esta fuga e o acordo entre Lilith e os três anjos, ela se casa com Sammael (Satã). Nas tradicões judaicas Sammael é identificado como “Anjo da morte”, ex-chefe do quinto céu e um dos sete regentes do mundo material. Sammael teria tentado Eva e, após copular com ela, ele tentou Caim. No imaginário popular, Lilith era perseguidora dos recem-nascidos. Era costume se fazer um amuleto para protégé-los quando nasciam. Ela poderia aparecer a qualquer momento da noite e levar uma crianca, ou então, possuir um homem enquanto este dormia.
Segundo o Zohar, “Lilith é uma mulher sedutora de homens inocentes, criadora de espíritos malignos e portadora de doenças. Ela perambula à noite levando os homens a se contaminar, pairando sobre suas vítimas inocentes, inspirando luxúria e concebendo seus filhos. Adão seria uma de suas vítimas e a promiscuidade de Lilith deverá continuar até o dia em que Deus decidir destruir todos os espíritos malignos.”
Lilith é ainda acusada de rasgar o Tetragrammaton, o sagrado nome do Senhor. E Deus, muito preocupado com a união de Lilith e Sammael pelo fato de que eles poderiam produzir muitos demônios, castra Sammael e Lilith procura outros homens, causa as suas emissões noturnas e usa este mesmo material para se engravidar.
Existe uma polêmica muito grande sobre a existência ou não de Lilith, antes de Eva. Os estudiosos da bíblia e arqueólogos explicam esta polêmica da seguinte forma:
Observe em Gênesis 1: 27-28:
“Deus criou o homem à sua imagem; à imagem de Deus Ele o criou; e criou-os homem e mulher.Deus abençoou-os e disse-lhes: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei e submetei a terra; dominai os peixes do mar, as aves do céu e todos os seres vivos que rastejam sobre a terra”.
Como se pode ver em Gênesis 1, Deus criou a ambos, homem e mulher, no mesmo dia, juntos, conversou com eles e os abencoou. Ambos foram feitos à sua imagem e semelhanca e do mesmo material. E isto aconteceu no sexto dia. No sétimo dia, tudo estava acabado, isto é, a obra de Deus estava finalizada e Ele descansou.
Agora observe Gênesis 2:
1. Assim foram concluídos o Céu e a Terra com todo o seu exército.
3. Deus então abençoou e santificou o sétimo dia, porque foi nesse dia que Deus descansou de todo o seu trabalho como criador.
4. Esta é a história da criação do Céu e da Terra.
4. Quando Javé Deus fez a Terra e o Céu.
7. Então Javé Deus modelou o homem com a argila do solo, soprou-lhe nas narinas um sopro de vida, e o homem tornou-se um ser vivente.
18. Javé Deus disse: «Não é bom que o homem esteja sozinho. Vou fazer-lhe uma auxiliar que lhe seja semelhante».
21. Então Javé Deus fez cair um torpor sobre o homem, e ele adormeceu. Tomou então uma costela do homem e no lugar fez crescer carne.
22. Depois, da costela que tinha tirado do homem, Javé Deus modelou uma mulher, e apresentou-a ao homem.
23. Então o homem exclamou: «ESTA SIM, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque foi tirada do homem!»
Depois de ter por terminada a criacão do céu e da Terra, Deus reinicia tudo novamente em Gênesis 2. Como se pode perceber existem dois versículos de número 4 sendo que, em um deles, Ele dá por terminada a sua obra e no segundo número 4, Ele inicia todo o trabalho de criacão novamente e com uma versão diferente da primeira.
Nesta segunda versão, Ele cria a mulher, de uma forma diferente daquela que foi descrita em Gêneses1, como mostra o versículo 22, a partir de uma costela de Adão.
Como Ele poderia criar a mulher, se ela já existia antes?
Constata-se que um pedaco dos escritos foi retirado da bíblia sendo que em Gênesis 1, eles foram criados juntos e já em Genesis 2 Deus criou o homem no versículo 7, em seguida criou todas as coisas e somente foi criar a mulher no final, no versículo 22.
E outro fato importante que pode ser observado no versículo 23 é quando Adão exclama: “Esta sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne”. ESTA SIM…. quer dizer: existiu uma outra mulher e é esta a mesma mulher que foi criada em Gênesis 1, ou seja, Lilith. Existe uma disparidade e contradicão indiscutível em vários escritos da bíblia e, para ser ser considerada sagrada, inspirada por Deus como acreditam os crente,  deveria haver coerência. Cada palavra escrita e tudo deveria fazer sentido de forma a formar um conjunto que não deixasse dúvidas, o que não acontece.
_______________________________________________

Por quê se suprimiu Lilith da bíblia?

Vejamos. Lilith não satisfazia ao ideal masculino, já que o ideal masculino para esposa deveria ser o de uma mulher passiva, obediente e inferior ao homem. Nenhum homem normal teria capacidade e competencia para possuir uma mulher como Lilith. Somente um demônio teria esta competencia e esta capacidade. Como Lilith não satisfazia o item inferioridade em relacão à mulher que deveria ser concebida para o homem, ela foi suprimida dos ensinamentos bíblicos, ou seja, para um homem fraco, uma mulher fraca, inexistente quanto a desejos, nula diante do homem e que deveria aceitar o seu jugo. Não que o homem não sonhe e deseje uma mulher como Lilith. Ele a deseja, a quer e a procura. Lilith é uma mulher que desafia a imaginação, enquanto a mulher padrão é previsível.
Um homem normal tem muito medo de mulheres como Lilith. Ela não aceitou chantagem ou ser subordinada por Deus, muito menos aceitaria estar sujeita ou  subordinada a um homem.
Eva, a segunda esposa de Adão, fazia mais o gênero “virgem Maria, cabeca baixa, obediente, passiva e recatada. Mas, apesar de ser “perfeita” na mentalidade de Adão,  sendo esta construída da sua costela e não do mesmo barro como foi Lilith, também trouxe problemas para o homem. A mesma foi acusada de o induzir a comer do fruto proibido e, devido a isto, toda a humanidade foi prejudicada acabando o sonho da perfeição e da imortalidade, ou seja, todos, a partir daí, estariam condenados à morte pois carregariam o pecado herdado ou original.
Eva passou a ser considerada culpada pelos males da humanidade, mas Adão não. Adão foi manipulado por Eva que o induziu a desobediência. Ele foi abandonado pela primeira mulher e enganado e ludibriado pela segunda. Alguém que foi facilmente dominado, tanto pela primeira esposa como pela segunda, não poderia ser considerado “superior”, mas incapaz de manter um relacionamento com mulheres livres.
A serpente seria apenas um instrumento de convencimento da mulher tentando-se fazer com que a mesma carregue esta serpente por toda a sua existência no imaginário masculino, que passou a ver a mulher como perigosa, com necessidade de ser controlada a qualquer custo.
Foi feito um compêndio bíblico enaltecendo os homens e explicando detalhadamente como a mulher deve se comportar, agir e pensar, demonstrando a partir desta preocupação exacerbada com o comportamento das mulheres, muito temor, medo, insegurança e desconhecimento por parte dos “Homens da Igreja” em relação as mulheres. E este medo, devendo-se evita-las como se evita o diabo, não torna a mulher inferior apesar da tentativa em fazê-lo, mas torna o homem fraco, não capaz de se relacionar com a mulher em igualdade de condições. O que resta a este homem inseguro é subjuga-la, tirando-lhe qualquer oportunidade de reação, e usando todos os meios disponíveis pra isto.
Portanto, a mulher não é inferior ao homem desde que o homem necessita criar meios para subjugá-la a qualquer custo.
As religiões fazem a mulher acreditar que ela é inferior e incapaz. Não existe na bíblia nenhum exemplo de mulher feliz ou sendo respeitada.
_______________________________________________

Exemplos da inferioridade masculina em relacão à mulher no Novo Testamento: 

“Quero, pois, que os homens orem em todo o lugar, erguendo as mãos puras, sem ira nem altercação. Do mesmo modo, as mulheres usem trajes decentes, adornem-se com pudor e modéstia, sem tranças, nem ouro, nem pérolas, ou vestidos sumptuosos, mas, como convém a mulheres que fazem profissão de piedade, por meio de boas obras. A mulher receba a instrução em silêncio, com toda a submissão. Não permito à mulher que ensine, nem que exerça domínio sobre o homem, mas que se mantenha em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.  E não foi Adão que foi seduzido mas a mulher que, deixando-se seduzir, incorreu na transgressão.” 1 Coríntios 11:4-10
“É melhor a maldade do homem do que a bondade da mulher: a mulher cobre de vergonha e chega a expor ao insulto.” – Eclesiástico 42, 14 ’
‘Mulheres, sede submissas aos vossos maridos, como convém no Senhor”. - Colossenses 3:18
‘‘As mulheres tem de ser submissas aos vossos maridos’’. – I Pedro 3:1
‘‘Os maridos devem permitir que as suas mulheres, que são de um sexo mais frágil, possam orar’’.  ”A cabeça do homem é Cristo, a cabeça da mulher é o homem e a cabeça de Cristo é Deus’’. – I Coríntios 11:3
‘‘O homem não foi criado para a mulher, mas a mulher para o homem’’. – I Coríntios 11:9
E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho.
Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? João 2:3-4
E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te.
Ele, porém, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? Mateus 12:47-48
_______________________________________________

Outros exemplos da inferioridade masculina

Opressão
violencia-mulher-ok-300x300

Fontes:


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

MAIS..

Pesquisar este blog

Translate

FAÇA UMA DOAÇÃO !

BRAZIL NEWS

BRAZIL NEWS
informação é tudo !

ACORDE, antes que caia no buraco !

Blog Archive

MAIS LIDAS

FAÇA UMA DOAÇÃO

FAÇA UMA DOAÇÃO
Nos ajude a manter este Projeto